Globos de Ouro - Luciana Abreu

Incorrígivel Herman

Incorrígivel RAP

Incorrígivel ZDQ

Terça-feira, 12 de Abril de 2011

O elogio do daytime

Dias antes da eleições para a presidência da República, o "Você na TV" teve no programa a historiadora (e Prémio Pessoa) Irene Flunser Pimentel para falar sobre os direitos e deveres dos cidadãos nos últimos cem anos. Foi até muito simples: colocaram questões a várias pessoas e depois confrontaram as respostas com os factos, explicados pela especialista. Foi uma conversa descontraída que, quanto a mim, resultou mais do que mil campanhas da comissão nacional de eleições. Perante este exemplo de acuidade noticiosa, o que me pergunto é por que razão persistem os preconceitos em relação aos apresentadores de televisão do daytime, sobretudo tendo como comparação o que se passa nos canais de notícias que, à mesma hora, entre as 10.00 e as 13.00, se ocupam com blocos noticiosos que se limitam a "picar" as notícias alheias ou, pior, "antenas abertas" e "opiniões públicas", cujo valor televisivo ponho seriamente em causa. Que interessam as opiniões da Maria Joaquina, 88 anos, reformada (sem desprimor para as pessoas que participam)? Há uma falácia nestes programas, confundindo-se a forma -- estarem em respeitados canais noticiosos -- com o conteúdo -- um programa de televisão em que um jornalista atende chamadas telefónicas. E, no entanto, ninguém se atreveria a dizer mal de quem os apresenta, ao passo que do Manuel Luís Goucha, Cristina Ferreira e Júlia Pinheiro se aceita falar sempre com um toque sobranceiro. 

Deixo aqui de fora, propositadamente, a "Praça da Alegria", apresentada por Jorge Gabriel e Sónia Araújo. Primeiro, porque não vejo e, logo não sei o que por lá se passa, segundo porque ainda que reconheça o mérito dos programas da TVI e da SIC, penso que à RTP1 devia competir oferecer um programa totalmente diferente, que resultasse de facto numa opção para o espectador. É certo que se o canal público mudasse de formato sempre que os outros seguem a RTP não fazia mais nada, mas ao fim de tantos anos de programa, isso não devia ser desculpa.

Por maioria de razão, por outro lado, que da programação de um canal público de notícias conste uma "antena aberta", que é, ainda por cima, a versão com imagem do programa de rádio, é vergonhoso. Faz-nos pensar, realmente, qual a utilidade deste canal. Sim, eu sei que são programas baratos de fazer, mas ainda assim, pedia-se um pouco mais de imaginação. Nem que fosse só isso...

Tags:

Publicado por Lina às 11:04

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

2 comentários:
De jonasnuts a 12 de Abril de 2011 às 13:35
A Irene escreve aqui: http://jugular.blogs.sapo.pt :)


De Lina a 13 de Abril de 2011 às 01:22
Óptima informação, Jonas. Bjs


Comentar post


Pesquisar este blog

 

Tags

"morangos"

"o grande dador"

"só visto"

"sobrenatural"

30 rock

5.º canal

a outra

axn

casamento de sonho

daytime

documentário

família superstar

fascínios

fox life

fox next

gato fedorento

globos de ouro

humor

luís filipe menezes

markl

meo

morangos

mundo

números

operação triunfo

pivôs

publicidade

quinto canal

reality shows

reflexão

rtp

rtp1

rtpn

séries

set

sic

sic notícias

sic radical

sócrates

top

tvi

tvi 24

tvi24

todas as tags

Arquivos

Março 2013

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds