Globos de Ouro - Luciana Abreu

Incorrígivel Herman

Incorrígivel RAP

Incorrígivel ZDQ

Sexta-feira, 27 de Julho de 2007

Economia de palavras

"As Tardes de Júlia" tem feito boas audiências e, por isso, não fazem falta os elogios, mas este programa tem uma coisa óptima: grava as histórias de gente real e anónima que passam no programa.

De início perguntava-me por que razão faziam isto. Parecia-me redundante, tendo em conta que as pessoas depois estavam no estúdio. Até que percebi que estava perante uma grande ideia (que também se vê na "Oprah", na SIC Mulher). Desta forma economiza-se tempo e não se perde tempo com pormenores da treta, repetições, erros de português e um sem-fim de coisas proibidas em TV.

Nos programas como "As Tardes de Júlia", ao contrário do que se passou com Sócrates na sua entrevista à SIC, falar à vontade e sem guião pode estragar tudo. Eu queria que o primeiro-ministro fosse espontâneo e natural, mas dispenso essas coisas nas tardes televisivas.

Em compensação, e porque isto não pode ser só flores, lamento que "As Tardes de Júlia" tenha de ter, tal como todos os programas da manhã e da tarde, aqueles concursos (no caso, "Cara ou Coroa") para os quais não há paciência.




Pena de morte

Há uma coisa que me impressiona muito (e pela negativa, entenda-se) nas séries "CSI": fazerem a apologia da pena de morte.

Não tenho a certeza absoluta que seja assim na série de Nova Iorque, mas já vi a Catherine Willows (Marg Helgenberger) fazê-lo no "CSI" (Las Vegas), onde até já mostraram uma execução, e creio recordar-me do Horatio Crane (David Caruso) a  fazer o mesmo no "CSI Miami".

É possível que estas nuances tenham a ver com o facto de as leis aplicadas nos vários estados americanos serem diferentes - Nevada e Florida têm pena de morte ao contrário de Nova Iorque - mas isto tudo parece-me demasiado real e até desconfortável.

Preferia que não o fizessem, mas, quando me ponho a pensar nisso, prefiro que sejam fiéis à realidade. Por mais bizarra que ela seja.


Quarta-feira, 25 de Julho de 2007

Teoria socrática

Este post tem a ver com TV, mas tem mais a ver com o nosso primeiro-ministro e a entrevista que deu à SIC. Ou melhor, tem a ver com o facto de Sócrates ter um medo incrível das câmaras, sacrificando algo fundamental em televisão: a espontaneidade.

Estudou a cartilha e decorou-a ao pormenor. Em quase todas as perguntas que lhe foram feitas, deu as respostas que lhe interessava dar e não respondia ao que se perguntava. No entanto, acho que não se preparou o suficiente.

Tendo decorado tantas falas, acabou por ter algumas brancas. Por exemplo, quando fala de Manuel Alegre e do PS. Foi traído pela palavra "diversidade". Sabia que a tinha de usar, mas não o fez no sítio certo.

Não correu bem.

Tags: ,

Publicado por Lina às 22:52

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 13 de Julho de 2007

Ainda as 7 Maravilhas


Graças ao Fofito, que assina um comentário no post abaixo, dei-me conta que cometi duas incorrecções. Vamos lá a pôr as coisas bem:

- A TVI fez 47,2% de share no dia 07/07/07. O maior de sempre desde que o canal existe.

- A SIC não deu "Páginas da Vida" nesse dia.

Agradecimentos ao Fofito pelos reparos. Aproveito, no entanto, para dizer: isto ainda é pior do que eu pensava!

 



Segunda-feira, 9 de Julho de 2007

5x7 Maravilhas

Quem espreitou as audiências de sábado reparou que, se depender dos portugueses, o planeta Terra está em perigo. A RTP1 fez 22,4% de audiência média no dia em que transmitiu o mega-concerto Live Earth.  Gostava de dar mais detalhes sobre isto, mas, tal como a maioria do público preferi as "7 Maravilhas".

A TVI varreu o dia com "As Novas 7 Maravilhas", "As 7 Maravilhas de Portugal" (que resultados absurdos, deixem-me só desabafar!), os comentários às 7 Maravilhas e a "Lotaria Clássica" e o "Jornal Nacional", ambos  transmitidos  do Estádio da Luz a propósito.... das  7 Maravilhas.  Média do dia: 29,9%.

Mas há pior. Para o nosso planeta, claro! Sem qualquer programação especial (embora lá estivesse o torpedo "Páginas da Vida"), a SIC arrecadou 25,3%.




Uma boa ideia

O Verão é uma época tramada para quem quer ver televisão. Para os programadores, calor quer dizer não investir um tostão nos seus canais. A culpa, dizem, é das audiências que são mais baixas. Mas eu estou em crer que não fazem grandes apostas porque nas próprias televisões está tudo de férias.

É por essas e por outras que me parece uma boa ideia que as tardes do canal público sejam agora do "Só Visto e Amigos". O "Contacto" (SIC) e "As Tardes de Júlia" (TVI) são mais completos e arrojados, mas em matéria de convidados a estação pública tem arrasado a concorrência: a oferta é em quantidade e em qualidade. Está bem!

Publicado por Lina às 00:15

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos


Pesquisar este blog

 

Tags

"morangos"

"o grande dador"

"só visto"

"sobrenatural"

30 rock

5.º canal

a outra

axn

casamento de sonho

daytime

documentário

família superstar

fascínios

fox life

fox next

gato fedorento

globos de ouro

humor

luís filipe menezes

markl

meo

morangos

mundo

números

operação triunfo

pivôs

publicidade

quinto canal

reality shows

reflexão

rtp

rtp1

rtpn

séries

set

sic

sic notícias

sic radical

sócrates

top

tvi

tvi 24

tvi24

todas as tags

Arquivos

Março 2013

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Novembro 2010

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO

subscrever feeds